Insuficiência cardíaca

Relatório de caso

Dados do paciente

Dados do paciente

Idade: 65 anos
Gênero: masculino
Altura: 1.81 m
Peso inicial: 102.85 kg
IMC inicial: 31.40 kg/m²


Histórico médico / diagnóstico

Histórico médico / diagnóstico

Um homem de 65 anos obeso sofre de insuficiência cardíaca e está sendo tratado com medicação.
Essa insuficiência surgiu como resultado de um infarto no coração que, por sua vez, foi uma consequência
de doença cardíaca coronária. Com 31,40 kg/m², o IMC está na zona de obesidade, que é classificada como
um fator de risco. Durante um exame de rotina, a determinação da composição corporal é necessária para
fornecer mais informações sobre as condições do paciente.


Gráficos dos resultados da medição

Gráficos dos resultados da medição

Gordura corporal
Olhando para a gordura corporal, nota-se que
Com 25,90 kg, isso se torna apenas 25,00 % do
peso total e desse modo na faixa normal.

  • Gordura corporal (FM): 25.90 kg
  • Porcentagem de gordura (FM %): 25.00 %
  • Índice de gordura corporal (FMI): 7.91 kg/m²

Graphs of measuring results

Gráfico de composição corporal (BCC)
O BCC mostra o motivo para a baixa gordura
corporal em comparação com o alto IMC. O ponto
de medição está fora da faixa normal, a massa
livre de gordura aumenta. Normalmente isso seria
deduzido para indicar o aumento da massa
muscular.

Graphs of measuring results

Análise vetorial
de impedância bioelétrica (BIVA)
A análise vetorial de impedância bioelétrica, por
outro lado, fornece informações sobre a elevada
massa livre de gordura: a massa muscular não
é o fator de influência aqui, mas sim o aumento da
retenção de água. Isso pode ser visto a partir do
fato de que o ponto de medição não está na área
de massa celular elevada. Isso, por sua vez,
confirma o quadro clínico: insuficiência cardíaca
com retenção de água.  

Graphs of measuring results

Ângulo de fase
Isso finalmente também é confirmado pelo ângulo
de fase. Quanto mais massa muscular e menos
gordura corporal, maior o ângulo de fase. Edemas,
por outro lado, causam valores baixos de ângulos
de fase.

Ângulo de fase φ: 4.1°

 


Resumo

Resumo

O excesso de peso é atribuído em particular ao aumento da retenção de água extracelular causada pela
insuficiência cardíaca. O tratamento com medicação diurética, por exemplo, pode reduzir a retenção de
água, seu progresso pode ser monitorado usando o seca mBCA.

O paciente possui um IMC muito elevado e isso não é atribuído a uma elevada gordura corporal,
e sim à retenção de água extracelular elevada, como consequência da insuficiência cardíaca,
que precisa ser reduzida.